segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Tiro no pé...


Mais uma para a categoria 'coisas parvas a não fazer': Nunca, mas nunca, comprar essências de perfume em bazares da Tunísia. E, se se fizer essa estupidez, certificar-se que não se coloca mais do que uma gota de cada vez. Errado, muito errado, colocar um algodão com essência de jasmim na gaveta dos 'sustentáculos anti gravitacionais'
O que os amigos do bazar tunisino não explicaram é que a porra da essência se vai intensificando ao longo do dia e é activada pelo calor corporal. Vai daí, o que se pretendia ser uma subtil nuvem de perfume, tornou-se um pesadelo ambulante. Nem eu aguento comigo!
Argh...

Ps: Zabour, se fizeste isto com a tua essência deves andar a precisar de uma caçadeira a esta hora...LOL (private que não posso partilhar sem a autorização dela...sorry)

25 comentários:

  1. não é preciso, já lá cheguei... ganda filme...ui ui


    mata moscas?

    bjinhaus

    ResponderEliminar
  2. Mata um bisonte...
    Eu só estou viva porque volta e meia vou lá fora à cobertura apanhar ar...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Ainda fiquei a pensar o que seriam os "sustentáculos anti gravitacionais"... eh, eh, eh!

    Aqui só para nós, uma amiga trouxe-me recentemente de Israel um sabonete, que está todo escrito em árabe, a única palavra que se percebe é mint. Ora se ele está dentro de uma caixinha e mesmo assim deita um imenso cheiro no armário, sabes quando é que o vou usar??? É que tenho horror a cheiros demasiado activos e, pelos vistos, os árabes têm uma sensibilidade olfactiva diferente da nossa... :)

    A chatice dessas essências é que demoram imenso tempo a passar, mesmo depois da roupa ser lavada várias vezes. Ou pelo menos algumas, esperemos que não seja o teu caso...

    Jinhos!

    ResponderEliminar
  4. Essência e logo de jasmim, hagrrr

    Conheces aquelas mini-ventoinhas portáteis que se compram nos chineses? Pode ser que ajude até chegares a casa, isto se não houver nenhum motim no comboio ;)

    Abraço!

    ResponderEliminar
  5. Pois pois.
    Andaram as duas na compra da mesma essência...
    Vocês não me ponham isso qdo vierem cá pró norte, ahahah.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. Sasha Cores & Companhia25 de agosto de 2008 às 22:13

    E não se podia estar ao pé de ti com o cheiro a Jasmim?... Lol
    Atrevo-me a dizer que te metes em cada uma! ;-)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Neste momento só eu poderia estar ao pé de ti...hehehehhehe!!!

    beijos

    ResponderEliminar
  8. Olha, já tou farta de me rir, até já choro. É k no outro dia a minha sobrinha feita cusca, andou a mexer na dita essência e andou a tresandar todo o dia. A sorte é k fomos para a praia, para uma parte quase deserta. Caso contrário teria que sacar do meu cinturão preto e ferir alguém de morte.
    Oh, D. Antónia, olha k ia ser giro! Já viste o filme "O perfume"?
    O efeito seria mais ou menos o do final, eh,eh,eh...por isso só lá quero gajos jeitosos...

    Bjokas

    P.S.Até já me dói a barriga de tanto rir...

    ResponderEliminar
  9. Hahaha,não pude deixar de rir com o seu "desastre perfumado".Mas,eu penso que melhor excesso de perfume do que o contrário não é?Fica bem Safira e dá um amasso em seus gatitos fofos por mim.
    Beijo!

    ResponderEliminar
  10. Hehehehe! E eu que gosto tanto de jasmim! Entendo perfeitamente o que passaste porque acontece-me o mesmo várias vezes.
    Levo aquelas amostras de perfume que nos oferecem nas perfumerias, nos bolsos ou no saco para qualquer eventualidade... quantas vezes acabam por virar? Horror!
    As essências de baunilha, lavanda, côco que tanto aprecio deveriam ter um manual de instruções pois à conta deles fiz muito "inimigos" :)))

    Quanto ao teu comentário, pelo que percebi devemos ser do mesmo sítio, sim! Que bom!
    Concerteza que me deve entender quando digo (algumas vezes) que nunca deveria ter saído de lá ;))

    Beijinhos e até breve sim, gamei o teu link ;)

    ResponderEliminar
  11. LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL! também andei as voltas com a neurónia a pensar o que seriam esses sustentáculos antigravitacionais loooooooooool! caçadeira???
    Xii, nem me lembres a vez em que me encharquei em "ma russia" e me vomitei toda de não aguentar o meu próprio cheiro.
    Por falar no perfume, descobri um livro igual mas com sons!

    ResponderEliminar
  12. Teté: Hum...sabonete de menta? Parece-me estranho. Ou pedes que alguém te traduza ou se calhar é melhor deixá-lo estar no pacote. Olha se for um mata traças ou coisa parecida??
    Também me ofereceram um kohl para pintar os olhos, no mesmo bazar onde comprei chá de menta a saber a palha (já foi para o lixo, claro) e nem que a vaca tussa eu ponho aquilo na cara. Mas parece-me bom para contornar desenhos, tipo tinta da china ;)
    Sou pior do que o Lavoisier...nada se desperdiça!

    Os arábes também não são muito adeptos do banho, sabes...deve ser por isso que fazem essências fortes. Digo eu...;)
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. viajante: agora estou de boicote às lojas chinesas...talvez se bater os braços com muita força consiga um efeito parecido ;)
    Bjs

    D. Antónia: Perdão! as essências são diferentes. O resultado é que deve ser o mesmo: intoxicar multidões num raio de 2km...
    Pá, tens de dar as intruções quanto ao dressing code, mulher. Que a malta não quer fazer má figura no Nuorte!
    Bjs

    ResponderEliminar
  14. Sasha: acredita, mais valia estar três dias sem me lavar!
    A minha vida é um encadear de situações idiotas...what can I say?!
    Beijinhos

    Gata verde: olha que não sei...ainda se revertia a coisa com o choque traumático ;)
    Beijos

    ResponderEliminar
  15. Zabour: E os peixes não ficaram todos grudados nela, não? Chiça!...
    Quanto ao evento nortenho,não tou a perceber porque é que queres ser estraçalhada como o Grenouille... eu cá tou fora dessas coisas! Vou gamar a colónia de chá verde à minha mãe, que ao menos assim não há confusão. ;)
    PS: mas n tenho nada contra a profusão de gajos jeitosos. Desde que também tenham um cérebro, claro.
    Beijos

    Kátia: ui Kátia, com este perfume, acho que não...é que é enjoativo, mesmo.
    Amasso a entregar logo à noite.
    Beijinhos

    Sílvia: Eu também gostava de jasmim. Agora tenho algumas dúvidas :=)
    Ah pois...os âmbares, baunilhas etc têm mesmo código de uso. Tenho um amigo muito sensível a essas coisas. Estou proibida de por um perfuminho de baunilha e framboesa que o homem quase desmaia...
    Eu penso quase todos os dias que não só não devia ter saído de lá, como devia para lá voltar! Entendo-te, claro...então não?
    Temos de trocar mais ideias sobre isto. Ainda n te linkei por pura preguiça, mas fiquei com o teu atalho ;)
    Bisous

    Vani: pois...já não tenho 20 anos e a gravidade é tramada! LOL
    Conta lá melhor essa do livro?
    Beijos
    PS: comprei o deo. É de toranja...tão bommmm!!!!!

    ResponderEliminar
  16. Épa, eu não pensei nessa parte, pensei na outra um bocadinho antes, qd a multidão entra em histeria total e se comem uns aos outros,rsrsrs...Pensando bem é melhor optar por uma coisa bem levezinha.Os peixes não quiseram nada com ela pk tava uma ventosa dos caraças não dava para ir à água. Mas o cheiro há-de ter chegado a Espanha, cá p'ra mim alguém se andou a comer graças ao perfume da pita.
    Tunga, ao menos alguém tirou a sorte grande nesse dia...

    Bjokas

    ResponderEliminar
  17. Zabour: ah pois é Babalu, para pensar estou cá eu!
    Olha que a Antónia ainda te atira ao Douro se vais lá causar distúrbios! ;)
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Toranja é bom!!! vê lá se não acaba como o jasmim!!! LOOOL! =) sabes o que é cómico, ontem calhou-te essa duvida precisamente no único dia da minha vida em que me esqueci de pôr desodorizante....arrrrrrrrrrrrrght!!! uma pessoa sente-se nua!!!!!!! vá lá que tinha litros de light blue a disfarçar...looooool!
    Quanto ao livro, não me estou a recordar do nome, mas é na mesma linha do perfume, só que o protagonista, em vez de perseguir cheiros e isolá-los, fá-lo com sons!

    Pera aí que vou dar uma googlada...

    ....
    ....
    ....
    tá dificil...
    ....
    ....
    ....
    Cá está: "O Coleccionador de Sons"
    Fernando Trías de Bes, História de uma Maldição.

    "Desde pequeno, Ludwig Schmitt von Carlsburg tem a assombrosa capacidade de dissecar os sons e albergá-los dentro de si.
    Durante a infância dedica-se a coleccioná-los, mas quando crê que a sua colecção já está terminada, descobre que lhe falta um som, uma frequência única, a mais ansiada, um som perfeito, celestial, mágico e eterno.
    Dedicará então todas as suas energias a perscrutar os sons da Terra em busca do último som da sua colecção. Pelo caminho descobre que consegue cantar as sonoridades que guardou, convertendo-se no mais genial dos tenores da Alemanha.
    Mas o seu dom esconde uma maldição."

    Encontra-lo no site da FNAC.

    ResponderEliminar
  19. Ai o light blue...a minha irmã também gosta muito. Tá-me sempre a cravar para eu lhe dar esse e o acqua di giò...

    Olha, parece bem interessante. Eu estive na Fnac à hora de almoço, mas n achei o que queria. Deu-me uma fúria e trouxe dois livros, um dos quais recomendado pela Teté 'Os sapatos de rebuçado' e uma revista francesa!

    beijocas

    Vou anotar esse, que gostei muito da tua descrição.

    ResponderEliminar
  20. Eu adoro o light blue. Andei a tentar mudar pra outro, cheirei tudo até à agonia (literlamente) e nada, não há meio de gostar de outro como deste, então lá voltei a usa-lo lol.

    A descrição não é minha é da badana do livro looool! Também andei á procura dos sapatos de rebuçado e não encontrei!!!! mas trouxe umaporrada de outros´

    ResponderEliminar
  21. "sapatos de rebuçado" é bom, mas o outro " A marca das Runas" também não lhe fica atrás.
    Vou experimentar esse k a Grafonola falou, ando um bocado farta do k tenho em casa, é k sou do género de comprar para ler daía 100 anos,eh,eh,eh...
    Bjs

    ResponderEliminar
  22. A mim quem me tira o pleasures...
    Mas gosto de quase tudo, desde que não seja demasiado forte. Nada de Channel 5 nem Poisons, que n aguento... Agora tenho lá um francÊs 'méchant loup' que é uma coisa!!! é forte, mas não o consigo definir, parece de homem tem ali qualquer coisa de forte, n sei explicar...

    Eu comprei a versão original da Joanne, que quero voltar a estar no topo do inglês literário que ando a enferrujar...e trouxe outro em inglês 'Hannibal Rising', que explica a malvadez do Dr. Lecter, aquele do silêncio dos inocentes.
    Ando numa febre...
    Beijos

    Zabour: Depois dou-te a minha opinião... li tudo da JOanne até à praia roubada, mas depois perdi a pica (e a amiga que me emprestava parou de comprar...;))
    Bjs

    ResponderEliminar
  23. É nestas situações que faz falta um manual de instruções!!! Bom, se estivesse escrito em árabe tb não ajudaria muito. Mas como lá na Tunísia a 2ª língua é o francês, poderiam fazer nas 2 línguas e aí já te safavas!

    :D

    ResponderEliminar
  24. Aahahahahahahahah
    Muito me ri agora e sabes porquê??? porque o meu marido trabalhou no Egipto ( a mais de 20 anos)e tambem nessa altura trouxe essas essências para eu misturar num bocadinho de alcool e que faria um perfume excelente.
    Vai daí lá fiz o dito perfume....hihihihihii

    Conclusão andei como tu......já nem me suportava a mim mesma com aquele cheiro .......

    ResponderEliminar
  25. Carracinha: pior é que aquilo é só um frasquinho, que encheram à minha frente. É vendido avulso...
    Bjs

    Parisiense: LOL! Então conheces o 'cheiro' do desespero...
    Beijocas

    ResponderEliminar