terça-feira, 8 de abril de 2008

Pergunta (im)pertinente

É normal estar no comboio, descansadinha da vida a ler, e a senhora (=mulher; =sexo feminino) sentada à minha frente dar-me um toque (supostamente acidental) com o joelho , e logo de seguida passar-me a mão pela perna toda, ao pedir desculpa? Não é, pois não?...

21 comentários:

  1. Não posso responder a essa pergunta porque nunca te vi :P

    ResponderEliminar
  2. Credo, mulher, não acho nada normal, não!

    Claro, se fosse homem habilitava-se a uma bolachada, mas sendo mulher a pessoa fica meio aparvalhada e não reage... :)))

    ResponderEliminar
  3. Se a mulher já for assim para o velhote... acho normal... sei lá.

    Se não foi o caso... então ela estava a ver se lhe davas saída!

    :D

    Beijocas

    PS - A extracção dos dentes não doeu nadinha. Não estive sequer 5 minutos na cadeira para tirar cada um! Ah... e agora já tenho tipo umas abraçadeiras (as tais coroas) nos dentes de trás, que é onde o aparelho vai ficar preso! :-(

    ResponderEliminar
  4. A "senhora" deve ser "lesbiana"!!!

    Se fores a Marrocos, leva bués anti-diarreicos e toalhitas embebidas em alcool porque vais ser tocada de certeza!!!
    Gostei de lá ir,mas não voltarei tão cedo...

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Depende... Não é muito fácil opinar apenas com essa descrição sumária. À partida diria que não é normal, porém...

    E tu, o que fizeste?

    ResponderEliminar
  6. Bem, se for uma assim já velhota entradota, é normal, suponho. A minha avó passa a vida a dar-me palmadinhas no rabo (que eu até me passo, mas pronto, é avó). Ou então é uma pessoa dada, que gosta de abraçar, tocar, tal e tal.
    Ou então, não. Não é normal. Corre Safira, correeeeeeee!!! ;-)))

    ResponderEliminar
  7. eh lá!!
    Já me aconteceu com homens, mudei logo de carruagem..agora mulheres...
    ve isto pelo lado positivo: és uma pessoa atraente seja qual for a tendencia sexual da pessoa!!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Presumo pelas palavras que a normalidade ou não está apenas centrada no género que pratica essa acção. Pois, pois... ao menos era jeitosa, a "senhora"?

    ResponderEliminar
  9. Pode-se não querer ir à festa, mas gosta-se sempre de receber o convite :)

    ResponderEliminar
  10. Fausto: a mulher também nunca me tinha visto e isso não a impediu de me passar a mão na perna!

    Teté: pois...foi exactamente o que eu fiz. Não reagi. E ainda lhe disse que não fazia mal, vê a estupidez. AInda bem que ela saiu na paragem a seguir. Chiça!

    Carracinha: qual velha, era uma gaja toda produzida que ocupou dois lugares com as tralhas todas e as pernas cruzadas.
    Ainda bem que não doeu, eu cá tenho um medo que me pelo. Ainda bem que tenho bons dentes. Podiam ser mais certinhos, mas não me convenço a por aparelho...

    Gata: pois, ou isso ou era parva, mesmo!
    Ai mulher, então não vou, que eu não suporto gente mal cheirosa e encardida. Credo, aquilo parece-me de facto tudo muito sujo. Ainda se for para fazer uns passeios pelo deserto, agora ir para os mercados com aquela malta toda a arengar. Ca nojo!!!!
    E os homens são muito atiradiços, passava a vida a distribuir estalo!

    Viajante: muito gostaria eu de saber em que situação é que é normal passarem-te a mão pela perna sem te conhecerem de lado nenhum... ;)
    Eu não fiz nada, ela pediu desculpa e eu já ia a dizer 'não faz mal' quando ela me fez a 'festinha'. Depois disso, reprimi um grunho mal humorado e semicerrei os olhos e os maxilares, que é quando eu tenho vontade de bater em alguém.

    vani: Não corri porque não era a minha paragem! ;)

    Capitão: Vade e não volte! Ela, não tu! ;)

    Carvoeirita: se o teu conceito de 'atraente' for cheia de olheiras e com o cabelo eriçado da chuva...
    Bolas, se fosse com um homem eu era capaz de ficar mais satisfeita. Duplamente: ficava a saber que era giraça e ainda fazia o gosto ao dedo ao dar-lhe com a mala na cabeça!

    Rafeiro: Sim, colocando as coisas assim é normal um homem ser inconveniente e bronco. Uma mulher já se estranha mais (embrulha!).
    A senhora não parecia ser um mono, mas havia ali muita maquilhagem. E tinha o cabelo horrivelmente seco. E pintado!
    Não te sei dar mais detalhes, não estive propriamente a tirar-lhe as medidas. Só a achei inconveniente, mesmo.

    ResponderEliminar
  11. Psycho: desde que se fique só pelo convite, mesmo. Há festas em que não entro, e só gosto de dizer 'não' uma vez. A partir daí, se insistem nos convites já é chato. Por isso, a próxima gaja que me tocar leva logo. Nem pergunto! :)

    ResponderEliminar
  12. Safirita, tou como tu na questão dos dentes!!! =D

    ResponderEliminar
  13. Não, não é normal. Por ssio, há que aproveitar: ela apanha o combio de que horas, mesmo?
    ;o)))

    ResponderEliminar
  14. Sorrisos: Se eu a vir de novo chamo-te!

    Vício: euh...meia coxa até ao joelho. Demais!

    ResponderEliminar
  15. Depois de saber a historia toda, acho que não é normal, enfim para ti e para mim mas para ela, devia ser... Há de tudo na vida e ela era uma amante do mesmo sexo para não chamar outra coisa...
    Beijinhos verdinhos

    ResponderEliminar
  16. Olá!
    Situação embaraçosa...acredito.
    Eu não sei como ia reagir...só na altura.

    Beijocas
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  17. Eh eh eh! Já dizia o outro: gostos não se discutem!

    Bom fim-de-semana.

    Dualidades JP

    ResponderEliminar